Quem sou eu

Olá, seja bem-vindo ao meu blog!

Meu nome é Millena e eu tenho 13 anos. Como diz Bob Dylan, vocês poderiam dizer que sou jovem, vocês poderiam dizer que sou ignorante para escrever algo que realmente valha a pena ler, não é? Então eu te desafio a reconhecer, de uma vez por todas, que jovens também podem ser sérios (o jovem no Brasil nunca é levado a sério).

Como eu estou de férias, eu tenho tempo para iniciar esse blog.

Eu possuo, por enquanto, um conto (O arco, a flecha e a espada banhada a ouro) e dois poemas (A morte do capitão e Se gritar pega ladrão…). Tenho uma fanfic focada nos Beatles e na beatlemania, mas que ainda está em andamento. Todos os meus projetos eu pretendo postar aqui, em breve, junto com resenhas de livros e bandas/cantores.

Para que vocês me conheçam melhor, vou contar um pouco sobre mim. Eu sou, evidentemente, beatlemaníaca. Sempre gostei de rock, mas quando conheci os Beatles foi que me aprofundei melhor no gênero, principalmente no rock clássico. Muitos da minha idade já vieram me questionar o porquê de eu gostar de uma banda de velhos. E isso, eu vou responder aqui, com uma pequena passagem de um livro fantástico que eu li faz um tempo (e que já estou preparando a resenha):

“Portanto, sim, ele tinha suas falhas. Mas que importância tem isso, quando se trata de questões do coração? Amamos aquilo que amamos. A razão não entra nisso.” (O Temor do Sábio, Patrick Rothfuss).

Sem ofensas aos artistas, mas, eu poderia, como a maioria dos adolescentes da minha geração, gostar de funk e de pop. Curtir músicas bonitinhas, como Love Yourself ou Story of My Life, que sempre estão tocando nas rádios. Mas eu simplesmente não gosto, não gosto de ser que nem todo mundo. E, de todo modo, meus ouvidos preferem ouvir um bom rock sessentista do que uma música sem letra e com um ritmo repetitivo como algumas de hoje. Claro, há cantores com um repertório bom, com canções bonitas — mas que, ás vezes, são só produtos da mídia, que daqui há dez anos ninguém mais se lembrará de uma mísera canção. As pessoas, desse modo, não percebem que, mesmo após 60 anos, se eu colocar uma música dos Beatles ou dos Rolling Stones, elas vão praticamente cantar junto. Enfim, vou acabar com esse assunto por aqui, pois o continuarei em breve em outro post.

Acho que terminei tudo que eu tinha para falar ufa. Vocês conhecerão mais um pouco sobre mim nos próximos posts, que vão ser, em sua grande maioria, opinativos.

Eu espero que gostem do meu blog! Eu darei o meu melhor nele.

Até mais!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s